Sacolas, estádio do Corinthians, Braskem e PT. O que esses 4 têm em comum?

Não é de hoje que várias prefeituras do Brasil vêm tentando dificultar, ou até mesmo proibir, as sacolas plásticas distribuídas nos supermercados. Em 2011 critiquei uma lei sancionada pelo então prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab, que simplesmente proibia as sacolas plásticas. Obviamente, a lei absurda não pegou, a Justiça concedeu liminar a pedido do Sindiplast e os estabelecimentos continuaram distribuindo-as normalmente.

Em outubro de 2014, o que parecia ter se resolvido voltou à vida: o Tribunal de Justiça derrubou a liminar que permitia a distribuição. A partir disso, em fevereiro de 2015 entrou em vigor o decreto que regulamentou a lei citada acima, porém, autorizando as sacolas reutilizáveis do chamado polietileno verde (verde no sentido de ecológico, trata-se de polietileno feito a parir do etanol da cana-de-açúcar, mas que na prática é a mesma coisa que o PE comum).

É claro que a medida do atual prefeito Fernando Haddad é muito melhor que a do prefeito anterior, pois os fabricantes de sacolas podem continuar produzindo mudando apenas a matéria-prima.

Mas que diferença isso vai fazer na prática para o meio ambiente e para o consumidor?

O preço do PE verde gira em torno de 20 a 30% a mais que o PE convencional, e esse custo é repassado da petroquímica para o transformador, do transformador para o supermercado e do supermercado para o consumidor, que arca com o aumento.

Para o meio ambiente não vai mudar nada, as sacolas continuam sendo produzidas com o mesmo material sendo apenas suas origens diferentes. Dizer que algo produzido a partir da cana-de-açúcar é sustentável é a mesma coisa que dizer que um carro movido à álcool é ecológico.


Então para que criar uma obrigatoriedade que não vai trazer benefícios a ninguém?

Hum... Será? Vamos analisar a relação entre os envolvidos nessa questão das sacolas:

* Braskem - é uma petroquímica brasileira e a mais importante das Américas. Tem o monopólio da produção de polietileno verde no Brasil e é líder mundial na produção de biopolímeros. A Braskem pertence ao grupo Odebrecht.

* Odebrecht - é um grupo que atua em vários segmentos sendo mais conhecido por sua atuação no ramo da construção civil. Em 2013 foi o sexto maior doador do Partido dos Trabalhadores (PT), ao qual pertence o prefeito de SP Fernando Haddad, com a quantia de R$ 6 milhões. O presidente do grupo, Marcelo Odebrecht, foi preso no dia 19/06/15 como resultado das investigações da operação Lava Jato, que acusa a Oderbrecht e a Andrade Gutierrez (segunda maior empreiteira do Brasil) de formação de um cartel que fraudou licitações da Petrobras, desviando bilhões da estatal, e pagou propina para executivos da empresa e políticos do PT, PMDB e PP durante os mandatos de Lula e Dilma.

* Fernando Haddad - ex-ministro da Educação durante os governos Lula e início do governo Dilma, Haddad foi eleito prefeito de São Paulo pelo PT em 2012. Mesmo depois da Copa do Mundo liberou mais R$ 55 milhões ao BRL Trust Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A., fundo que administra a Arena Corinthians e que tem como sócios o Corinthians e a Odebrecht (a presidente Dilma (PT) já havia anunciado em maio de 2014 a liberação de R$ 350 milhões), além de R$ 405,2 milhões em anistia fiscal pela construção do "Itaquerão"; o que causou indignação popular ao usar a prefeitura para beneficiar um estádio privado.

Relação entre PT e Oderbrecht
Relação entre PT e Oderbrecht


A partir do que foi dito tire suas próprias conclusões...

Fontes:
Prefeitura de SP define especificações técnicas de novas sacolas plásticas [Rede Brasil Atual]
Lei que proibe a distribuição gratuita ou venda das sacolas [Prefeitura de SP]
Decreto que regulamenta a distribuição e venda das sacolas [Prefeitura de SP]
Braskem
Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis
Construtoras bancam 75% das doações ao PT em 2013 [Folha de SP]
Odebrecht
Jornal Agora
Tribunal de Justiça derruba liminar que permitia sacolas plásticas nos supermercados [Globo EPTV Campinas]
Afinal, o que é o plástico verde? [ECycle]
Haddad libera mais de R$ 55 milhões ao Corinthians e uso integral de anistia [Estadão SP]
Marcelo Odebrecht ameaça derrubar República [Revista Época]


Artigo postado em 21/06/2015
Sobre o autor: Daniel Tietz Roda é Tecnólogo em Produção de Plásticos formado pela FATEC/ZL e Técnico em Projetos de Mecânica pela ETEC Aprígio Gonzaga. Trabalhou na área de assistência técnica e desenvolvimento de plásticos de 2008 até 2013 e atualmente é proprietário do Tudo sobre Plásticos.
© 2010-2017 - Tudo sobre Plásticos. Todos os direitos reservados.
Página inicial - Política de privacidade - Contato


TSP Messenger Minimizar  Aumentar
Para usar faça LOGIN ou CADASTRE-SE
Digite aqui: Enviar