TSP Messenger Minimizar  Aumentar
Para usar faça LOGIN ou CADASTRE-SE
Digite aqui: Enviar

POLITETRAFLUORETILENO (PTFE)

Inicial >> Técnico >> Materiais >> Politetrafluoretileno (PTFE)

Language: Português brasileiro English

 

PTFE em póOs termoplásticos em geral têm duas grandes desvantagens: baixa resistência ao calor quando comparados aos metais e baixa resistência à produtos químicos. Então, que material podemos usar para produzir peças que estarão em contato com químicos ou que serão usadas em temperaturas acima de 100°C?

A resposta é o Politetrafluoretileno (PTFE)!

O PTFE (vulgo Teflon), como o próprio nome diz, é um polímero fluorado; e o flúor assim como outros elementos da coluna dos halogênios possui a propriedade de retardância de chama. Mas o fato de não propagar fogo é apenas uma das excelentes características desse material. As altas forças intermoleculares geradas pela presença de grandes átomos de flúor, além de dar rigidez à macromolécula dificultando mudanças de conformação, promovem alta estabilidade térmica, baixo coeficiente de atrito e inércia química. O PTFE não só é um polímero adequado para uso em altas temperaturas como também em baixas, tendo propriedades mecânicas úteis em temperaturas criogênicas até -260°C.

A estrutura molecular do PTFE é linear com unidades repetitivas de -CF2-CF2-, sendo assim, um polímero cristalino (grau entre 93% e 98%) com temperatura de fusão cristalina de 327°C e densidade entre 2,13 a 2,19 g/cm³.

Estrutura química do PTFE

Corpos-de-prova de PTFE para teste de traçãoO PTFE é considerado um plástico de alto desempenho, estando um degrau acima dos plásticos de engenharia como as poliamidas e o poliacetal na "hierarquia" dos polímeros, assim como o seu preço. Possui viscosidade muito alta, o que impede de ser processado da mesma forma que outros termoplásticos (por injeção, extrusão etc), sendo necessária a sua utilização na forma de pó, para compactação em molde e posterior sinterização a altas temperaturas.

Apesar de ter alta resistência ao impacto, o PTFE em relação aos plásticos de engenharia possui baixa resistência à tração, ao uso e à fluência, necessitando em algumas aplicações da incorporação de cargas como fibra de vidro, bronze, fibra de carbono, aço inox e carvão sintético. Também é comum a incorporação de grafite e bissulfeto de molibdênio para melhorar ainda mais suas propriedades deslizantes e antiadesivas, já que o coeficiente de atrito do PTFE é mais baixo do que quase todos os outros plásticos (lembra do Teflon usado como antiaderente nas frigideiras?).


Características:

- Alta resistência ao impacto
- Alta resistência química
- Baixa constante dielétrica e fator de perda
- Propriedades mecânicas úteis mesmo em temperaturas criogênicas
- Baixa resistência à tração
- Baixa resistência ao uso
- Baixa resistência à fluência
- Antichama

Aplicações:

Cobertura de estádio Fita veda rosca Revestimento de frigideira
Cobertura de estádio Fita veda-rosca Revestimento de frigideira
     
Gaxetas Graxa Piercing
Gaxetas Componente em graxas Piercing
     
Revestimento de tubulação Válvulas Tubos que substituem veias humanas
Revestimento de tubulação Válvulas Tubos que substituem veias humanas


   
   
 
 

Veja também:

Entradas em moldes
Calandragem
Rotomoldagem
Poliamidas
Microesferas de vidro
Lubrificantes para plásticos
Insertos para moldes

Ainda não encontrou o que procurava? Dê uma olhada no nosso fórum!

Artigo postado em 14/04/2014

Sobre o autor:
Daniel Tietz Roda é Tecnólogo em Produção de Plásticos formado pela FATEC/ZL e Técnico em Projetos de Mecânica pela ETEC Aprígio Gonzaga. Trabalhou na área de assistência técnica e desenvolvimento de plásticos de 2008 até 2013 e atualmente é proprietário do Tudo sobre Plásticos.

Para contato clique no link Contato no rodapé da página ou posicione o mouse sobre ele e copie o endereço (depois do mailto:), caso não tenha um gerenciador de emails.

   
   
© 2010-2017 - Tudo sobre Plásticos. Todos os direitos reservados.
Página inicial - Política de privacidade - Contato