TSP Messenger Minimizar  Aumentar
Para usar faça LOGIN ou CADASTRE-SE
Digite aqui: Enviar

ENTRADAS EM MOLDES PARA PLÁSTICOS - Parte 2

 

Essa é a segunda parte do artigo sobre entradas, para ver a primeira parte clique aqui

Entrada em flash

A entrada em flash é praticamente um canal que corre paralelamente a peça, com um rasgo ao longo de seu comprimento que permite o material avançar para o interior da cavidade. É usado para produção de peças planas, finas e grandes, pois permite um rápido e uniforme enchimento da cavidade, além de contração também uniforme e empenamento mínimo.

Entrada em flash

A espessura desse tipo de entrada varia de 0,25 a 0,5mm, enquanto sua extensão deve ter entre 0,5 e 1,0mm.

Uma desvantagem desse tipo de entrada é a extensa rebarba que fica na peça além da possível dificuldade de destacamento do galho, por isso também é mais indicada para materiais amorfos como o acrílico, assim a dureza do material permite a quebra dessa parte, ao invés do rasgo. Outra coisa a se pensar na hora de projetar um molde com esse tipo de entrada é o tamanho do canal de distribuição, pois forma uma boa quantidade de galho para ser moída.

 

Entrada capilar

A entrada capilar é usada principalmente em moldes de três placas e câmara quente, assim ela pode ser destacada da peça automaticamente durante a ejeção sem causar danos, já que ela é bem pequena e fraca. Permite um controle melhor do fluxo do plástico para a cavidade, sendo útil para balancear as entradas dos moldes com muitas cavidades.

Entrada capilar

O fato de ser pequena impede sua aplicação em moldes que vão utilizar resinas com índice de fluidez baixo, pois a peça pode sair incompleta. Ao mesmo tempo, uma resina com fluidez muito alta e de cristalização rápida (que endurece rapidamente) pode esguichar e formar uma espécie de "espaguetti" ao passar na entrada, principalmente se não existir um obstáculo na cavidade para quebrar o fluxo (castelo, inserto etc), o que gera marcas e outros problemas na peça. Numa situação dessa o uso de entrada do tipo aba pode ser a solução.

Cálculo de entrada capilar

Preencha o formulário abaixo com os dados solicitados para calcular as dimensões da entrada.

Preencha apenas um campo:

Espessura da parede                                                  mm

Diâmetro da entrada                                                mm

Comprimento da entrada                  mm

 

Entrada em aba

Entrada em abaA entrada em aba é na verdade uma extensão da peça, que recebe o fluxo de material de uma entrada capilar, quebra a turbulência e entrega um fluxo suave de material para o interior da cavidade. É usada para peças planas e finas produzidas em materiais como o policarbonato, acrílico, SAN e ABS, que costumam apresentar altos níveis de cisalhamento durante a moldagem.

A espessura da aba deverá ser de 1/2 a 2/3 da espessura da peça. A largura deverá estar entre 6 mm e 10 mm para o poliestireno e o comprimento deverá ser o dobro da largura. A entrada deverá ser feita na metade de aba.

 

< PÁGINA ANTERIOR     PRÓXIMA PÁGINA >

 

 

   
   
 
 

Veja também:

Degradação de polímeros
Calandragem
Rotomoldagem
Aditivos BASF e PolyAd
Microesferas de vidro
Lubrificantes para plásticos
Insertos para moldes

Ainda não encontrou o que procurava? Dê uma olhada no nosso fórum!

Artigo postado em 19/12/2013

Sobre o autor:
Daniel Tietz Roda é Tecnólogo em Produção de Plásticos formado pela FATEC/ZL e Técnico em Projetos de Mecânica pela ETEC Aprígio Gonzaga. Trabalha na área de assistência técnica e desenvolvimento de plásticos desde 2008 e atualmente coordena o depto. técnico da Ambiental Recicladora.

   
   
© 2010-2017 - Tudo sobre Plásticos. Todos os direitos reservados.
Página inicial - Política de privacidade - Contato