NOTÍCIAS DO PLÁSTICO

Recentes Acidentes Economia Educação Brasil Portugal Social Tecnologia Mundo

. : :: ::: :::: Economia :::: ::: :: : .

     
Continental conclui aquisição da Veyance

11/02/2015

Continental impulsiona seus negócios na área industrial com a mais significativa aquisição de sua história

A Continental concluiu a aquisição da empresa de borracha americana Veyance Technologies Inc., em Fairlawn/Ohio, em 30 de janeiro, após a autoridade antitruste brasileira CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), em 29 de janeiro, também ter aprovado a transação sob condições, obtendo assim as aprovações antitruste necessárias. A Continental, fornecedora internacional da indústria automotiva e fabricante de pneus, impulsiona globalmente seus negócios na área industrial com a mais significativa aquisição de sua história corporativa recente. O volume da transação é de 1,4 bilhão de euros.

A Veyance opera no mundo todo na área de tecnologia de borracha e materiais plásticos, e obteve em 2013 um volume de vendas de 1,5 bilhão de euros, dos quais cerca de 90 por cento procedentes dos negócios na área industrial. No final de 2013, as 27 fábricas em todo o mundo empregavam um total de 8.500 funcionários. A Veyance Technologies gera cerca de metade de seu faturamento nos Estados Unidos. Outros mercados importantes são a América Latina, África, China e outros países asiáticos. A Veyance trabalha focada na comercialização de correias transportadoras, mangueiras e correias de transmissão de potência. ContiTech e Veyance somaram em 2013 um volume de negócios de 5,4 bilhões de euros e empregavam aproximadamente 38.000 funcionários em todo o mundo.

“Com a integração da Veyance em nossa divisão ContiTech, fortalecemos nossa posição nas áreas de tecnologia de borracha e materiais plásticos em todo o mundo. Além disso, com esta aquisição, a Continental deu um passo significativo na direção do objetivo estratégico de aumentar ainda mais a participação de vendas na área industrial”, disse o Presidente do Conselho Administrativo da Continental, Dr. Elmar Degenhart, em Hannover. “A Continental financiou esta aquisição inteiramente com recursos de caixa e linhas de crédito disponíveis. A Veyance trará imediatamente uma contribuição positiva para os resultados do Grupo”.

“A fusão das duas empresas será de grande valia tanto para os funcionários quanto para os clientes”, disse Heinz-Gerhard Wente, membro do Conselho Administrativo da Continental e CEO da Divisão ContiTech. “A Veyance complementará a ContiTech nos mercados onde nossa participação é muito pequena. Também de grande importância é o fato de que, através da aquisição, expandiremos significativamente nosso negócio na área industrial e, assim, alcançaremos com a ContiTech uma participação de vendas de quase 60 por cento fora do equipamento original automotivo.” Em especial, as áreas comerciais da ContiTech que mais se beneficiarão deste posicionamento global otimizado são Conveyor Belt Group (Correias Transportadoras), Fluid Technology (Mangueiras e Conjuntos Montados de Mangueiras) e Power Transmission Group (Produtos de Transmissão de Potência e Acionamento).

Devido à importância da aquisição, autoridades antitruste no mundo todo realizaram nos últimos 11 meses investigações sobre a compra e seus efeitos sobre os mercados relevantes. Com o intuito de atender a certas preocupações estruturais expressas pelas autoridades antitruste, a Continental terá que fazer o desinvestimento no negócio de molas pneumáticas da Veyance no NAFTA e no negócio de Correias Transportadoras Cabos de Aço da Veyance no Brasil. Cerca de 600 funcionários trabalham em conjunto nas atividades destes dois negócios.

A Continental desenvolve tecnologias inteligentes para a mobilidade de pessoas e seus bens. Por ser uma parceira confiável, fornecedora internacional da indústria automobilística, fabricante de pneus e parceira industrial, oferece soluções sustentáveis, seguras, confortáveis, personalizadas e a preços acessíveis. Com as suas cinco divisões Chassis & Safety, Interior, Powertrain, Pneus e ContiTech, o Grupo registrou um faturamento de cerca 34,5 bilhões de euros em 2014 e emprega cerca de 190.000 funcionários em 49 países.

A divisão ContiTech é uma das mais importantes fornecedoras mundiais de produtos técnicos em elastômero e é especialista na tecnologia da transformação de plásticos. Esta divisão desenvolve e produz peças funcionais, componentes e sistemas para a indústria automotiva e outras importantes indústrias. A ContiTech emprega atualmente cerca de 31.400 trabalhadores e obteve em 2013 um volume de negócios de cerca de 3,9 bilhões de euros.

Fonte: JornalCana (10/02/2015)



Plastech espera 30 mil visitantes em Caxias

22/08/2015

Grupo de trabalho que debaterá estratégias para a cadeia do plástico será formalizado no evento na próxima semana

Apesar do cenário turbulento da economia, os organizadores da Plastech Brasil 2015 - Feira do plástico, da borracha, dos compósitos e da reciclagem estimam uma boa presença de público no evento, além de vários acordos sendo fechados. Conforme o diretor executivo do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), Zeca Martins, a expectativa é de que em torno de 30 mil pessoas compareçam ao encontro. Sobre a movimentação financeira, o dirigente projeta que será atingido, pelo menos, um resultado semelhante ao da última edição, ocorrida em 2013, quando o volume de negócios alcançou aproximadamente R$ 175 milhões.

A Plastech Brasil será realizada na próxima semana, entre a terça e sexta-feira, no Parque de Eventos da Festa Nacional da Uva, em Caxias do Sul. Martins destaca que o momento atípico da economia induz os empreendedores a avaliar todas as oportunidades possíveis. Dentro desse contexto, o dirigente prevê que haverá um grande público interessado em fazer negócios durante a feira. O evento apresentará máquinas, produtos transformados, moldes, entre outros itens.

Paralelamente à feira, será realizado o Fórum Plastech Brasil, que oferecerá debates e capacitação nos segmentos de plástico, borracha, compósitos, reciclagem e transformados automotivos (partes e peças). Entre os palestrantes estarão o presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, o diretor de Organização do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Paulista, José Roberto Nogueira da Silva, e o presidente do Plastivida - Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos, Miguel Bahiense.

Outro fato importante que acontecerá durante o evento será a formalização de um grupo de trabalho que discutirá estratégias para aumentar a competitividade do setor do plástico no Estado. Martins lembra que a criação dessa iniciativa já havia sido tratada no primeiro semestre deste ano, durante a Feira Internacional do Plástico - Feiplastic 2015, realizada em São Paulo, e agora será consolidada. Além do Simplás, participarão do grupo: Sindicato das Indústrias de Material Plástico no Estado do Rio Grande do Sul (Sinplast-RS), Sindicato das Indústrias de Material Plásticos do Vale dos Vinhedos (Simplavi), Abimaq, Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia e as empresas Braskem e Innova.

Fonte: Jornal do Comércio (18/08/2015)


     

© 2010-2017 - Tudo sobre Plásticos. Todos os direitos reservados.

Página inicial - Política de privacidade - Contato