NOTÍCIAS DO PLÁSTICO

Acidentes Economia Educação Brasil Portugal Social Tecnologia Mundo

. : :: ::: :::: Social :::: ::: :: : .

     

Bells Plásticos e Metais faz recall de cadeira de plástico que pode quebrar

10/07/2013

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça informa que a Bells Indústria e Comércio de Plásticos e Metais inicia campanha de chamamento para substituição das cadeiras plásticas, modelo Ametista, Lote OP 47873, fabricadas em 03/11/2011. De acordo com a empresa, o recall abrange 793 unidades do produto, com numeração, conforme selo do Inmetro, entre o intervalo 43748265 a 43749057, comercializadas prioritariamente no estado de São Paulo. 

Cadeira modelo Ametista

Quanto aos riscos à saúde e à segurança, a empresa destacou que, caso haja a quebra da cadeira, pode ocorrer “queda do usuário e possibilidade de lesões físicas decorrentes da queda”.  O Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor.                                                          

Mais informações podem ser obtidas junto à empresa, por meio do telefone (41) 3606-9115 ou pelo e-mail bells@bells.ind.br. Detalhes sobre a Campanha de Chamamento também estão disponíveis no site do Ministério da Justiça – www.mj.gov.br/recall

Fonte: Bem Paraná (02/07/2013)


Destino sustentável para resíduos de propaganda

12/07/2013

Porta-moedas, capa para notebook, aventais, sacolas para colocar lixo no carro e mochilas são alguns dos produtos produzidos por alunos do 6º período do curso de Administração da Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB) usando banners de propagandas descartados, aqueles feitos com lona de PVC e/ou Nylon. “Nossa idéia foi basicamente a redução de resíduos sólidos e esse material estava armazenado para posteriormente ser descartado”, explicou o estudante Vinícius Freitas Valente, 26.

Sacolas de Lona

As professoras da Faculdade Dom Bosco e orientadoras do projeto se disseram satisfeitas com os resultados alcançados

A faculdade realiza, anualmente, a Jornada Amazônica de Administração (Jamed), onde produtos como esses dos alunos do 6º período são criados e disponibilizados para a comunidade.  Esse é um diferencial da faculdade, explica a diretoria.  De acordo com a economista Rossinêss Oliveira, 53, professora da disciplina Gestão de Projetos da FSDB, o objetivo da disciplina é estimular os alunos a criarem, o que foi conseguido de forma significativa. “O aproveitamento desse plástico é essencial para o ambiente, o que vai ao encontro da responsabilidade social da faculdade Dom Bosco”, afirma a professora.

E o retorno positivo deste projeto não fica apenas do lado ambiental, a faculdade já entrou em contato com a Casa Mamãe Margarida, que acolhe crianças e adolescentes vítimas de violência e abuso sexual para oferecer o projeto e a orientação para o seu desenvolvimento, o que poderá trazer uma fonte de renda para essas pessoas tendo em vista a facilidade para captação dos resíduos e fabricação das peças. “Ficamos felizes com o resultado desse projeto porque nele os alunos aprenderam a criar e  inovar, aspectos importantes para a disciplina na qual estarão se formando”, finalizou Rossinêss.

Fonte: adaptado de A Crítica (30/06/2013)

     
     

© 2010-2017 - Tudo sobre Plásticos. Todos os direitos reservados.

Página inicial - Política de privacidade - Contato