Pigmentos de cádmio

O termo “pigmentos de cádmio” é entendido na indústria de pigmentos como os sulfetos puros e sulfoselenetos, bem como aqueles que contêm zinco e sulfetos de cádmio. Pigmentos de cádmio contendo mercúrio foram usados até a metade do século XX, mas por causa de sua toxidade foram deixados de lado. È importante ressaltar que o cádmio puro não tem propriedades de pigmento.


A cor dos pigmentos de cádmio pode ser controlada pela formulação (vide tabela abaixo) e o tamanho de suas partículas primárias.

Fórmula Color Index CAS-Nº
Amarelo de cádmio (Cd,Zn)S Pigmento Amarelo 35 77 205 8048-07-5
  CdS Pigmento Amarelo 37 77 199 68859-25-6
Laranja de cádmio Cd(S,Se) Pigmento Laranja 20 77 202 12656-57-4
  Se < 10%      
Vermelho de cádmio Cd(S,Se) Pigmento Vermelho 108 77 202 58339-34-7
  Se > 10%      

O tamanho relativo das partículas do pigmento de cádmio é indicado na figura abaixo:

Tamanho de Partícula dos Pigmentos
Comparação relativa entre tamanhos de partícula de pigmentos inorgânicos


Os pigmentos de cádmio são semicondutores. Sua cor é determinada pela distância entre as bandas de valência e de condução na estrutura cristalina. 

Propriedades 

Os pigmentos de cádmio são resistentes à luz, estáveis a altas temperaturas e resistentes a migração, porém tem limitada resistência às intempéries. Têm um poder de cobertura muito bom e encontram aplicações na coloração de plásticos de engenharia e cerâmicas. São praticamente insolúveis em água e soluções alcalinas, mas são atacados e decompostos por ácidos. Cuidados devem ser tomados durante a aplicação desses pigmentos, especialmente com o vermelho de sulfoseleneto de cádmio, por causa de sua sensibilidade a fricção e conseqüente mudança de cor devido a forças excessivas de cisalhamento.

Bibliografia:
HARPER, Charles A.; PETRIE, Edward M. Plastics Materials and Process: A Concise Encyclopedia. Hoboken: John Wiley & Sons, Inc., 2003.
CANEVAROLO JR., Sebastião V. Ciência dos Polímeros: Um texto básico para tecnólogos e engenheiros. 2.ed. São Paulo: Artliber Editora, 2002.
WIEBECK, Hélio; HARADA, Júlio. Plásticos de Engenharia: Tecnologia e Aplicações. São Paulo: Artliber Editora, 2005.

Artigo postado em 02/01/2011
Sobre o autor: Daniel Tietz Roda é Tecnólogo em Produção de Plásticos formado pela FATEC/ZL e Técnico em Projetos de Mecânica pela ETEC Aprígio Gonzaga. Trabalhou na área de assistência técnica e desenvolvimento de plásticos de 2008 até 2013 e atualmente é proprietário do Tudo sobre Plásticos.
© 2010-2017 - Tudo sobre Plásticos. Todos os direitos reservados.
Página inicial - Política de privacidade - Contato


TSP Messenger Minimizar  Aumentar
Para usar faça LOGIN ou CADASTRE-SE
Digite aqui: Enviar