ANTI-UV / ESTABILIZANTES UV / ABSORVEDORES UV

Os materiais plásticos aplicados em peças expostas a luz do sol como cadeiras, caixas d’água, mangueiras e etc. estão sujeitos a degradação por radiação UV. Para que isso não ocorra são adicionados aditivos que retardam ou eliminam a reação química que causa essa degradação.

Cobertura de estufa de policarbonato anti-UV
Cobertura de estufa de policarbonato anti-UV

Como você pode ver intitulei esse artigo com três nomes: anti-uv, estabilizante UV e absorvedor UV. Anti-UV é o nome genérico que se costuma dar a todo plástico que recebe alguma aditivação que o proteja da radiação UV, ou àquele polímero onde essa propriedade é intrínseca. Diferente de estabilizante e absorvedor UV, que são produtos específicos que usam mecanismos diferentes para proteger o material.


Estabilizantes UV

Atuam quimicamente no polímero impedindo a formação de radicais livres.

Negro-de-fumo – a estabilização é obtida com, no máximo, 2,5% de aplicação do negro-de-fumo no material. Sendo o tipo preferido aquele com tamanho de partícula menor que 25nm - esse tipo de negro-de-fumo também funciona como antioxidante. A desvantagem é que deixa o material preto, aliás, esse sim é o principal motivo de seu uso em plásticos, e sua função de estabilizante UV é como se “viesse de brinde”.

Negro-de-fumo
Negro-de-fumo

HALS (Hindered amine light stabilizers) – as aminas estericamente bloqueadas são um grupo de estabilizantes usados principalmente em poliolefinas (PE e PP). As HALS funcionam estabilizando a resina através do encerramento do radical livre iniciado pela luz solar e são aplicadas em proporções menores do que os absorvedores a base de benzofenonas ou benzotriazóis.

Estrutura química de uma HALS
Estrutura química de uma HALS

Absorvedores UV

Atuam de forma física na inibição da radiação UV, absorvendo a radiação e transformando-a em calor. Sua concentração no polímero deve levar em consideração a espessura da peça, sendo que esse tipo de proteção não é tão eficaz em filmes ou chapas finas, mas é muito usada em materiais para injeção.

Benzofenonas – usadas em poliolefinas e PVC.

Estrutura química de uma benzofenona
Estrutura química de uma benzofenona

Benzotriazóis – usadas em plásticos de engenharia como as poliamidas, policarbonato, ABS e etc.

Estrutura química de um benzotriazol
Estrutura química de um benzotriazol


Bibliografia:
HARPER, Charles A.; PETRIE, Edward M. Plastics Materials and Process: A Concise Encyclopedia. Hoboken: John Wiley & Sons, Inc., 2003.
WIEBECK, Hélio; HARADA, Júlio. Plásticos de Engenharia: Tecnologia e Aplicações. São Paulo: Artliber Editora, 2005.
Artigo postado em 19/03/2011
Sobre o autor: Daniel Tietz Roda é Tecnólogo em Produção de Plásticos formado pela FATEC/ZL e Técnico em Projetos de Mecânica pela ETEC Aprígio Gonzaga. Trabalhou na área de assistência técnica e desenvolvimento de plásticos de 2008 até 2013 e atualmente é proprietário do Tudo sobre Plásticos.
© 2010-2017 - Tudo sobre Plásticos. Todos os direitos reservados.
Página inicial - Política de privacidade - Contato
TSP Messenger Minimizar  Aumentar
Para usar faça LOGIN ou CADASTRE-SE
Digite aqui: Enviar